LIVRARIA ONLINE

SINOPSE


Paranóia (a) - (PDF)
Fui ontem, 20 de agosto, a S. Miguel de Seide fazer uma romagem de saudade. Quando Camillo era vivo, sempre que eu vim a Santo Thyrso não deixei nunca de visitar o grande romancista na sua melancólica Thebaida. Agora que ele é morto e repousa longe, no cemitério da Lapa, fui em peregrinação devota contemplar o tumulo em que viveu e agonizou: a casa solitária de Seide, onde cada pedra parece ser um epitáfio que chora resignadamente por ele no silêncio e na mudez de uma aldea minhôta. Esta casa, a que o próprio Camillo chamou «o albergue arruinado de S. Miguel de Seide», é uma relíquia histórica, um monumento nacional, como a casa de Shakspeare em Stratford-sur-Avon ou como a casa de Goethe em Francfort. É ou deve ser.{6

Valor do empréstimo: R$ 0,00



Ministério Da Cultura e BRDE


Clube do leitor - Comentários

Faça um comentário: * Somente leitores registrados podem enviar comentários. Faça seu login.